Encontro Internacional sobre Clima e Saúde

Início do conteúdo
Encontro Internacional sobre Clima e Saúde

'Saúde é uma mediadora entre o clima e a sociedade.' Esse debate foi a tônica do Encontro Internacional sobre Clima e Saúde

por Juliana Lopes (Diálogos Futuro Sustentável)

Apontado como a maior oportunidade do século XXI , o debate em torno da relação entre mudanças climáticas e saúde permite mostrar como a vida de todos é impactada pelo fenômeno do aquecimento global. Essa foi a tônica do Encontro Internacional sobre Clima e Saúde, promovido pelo Instituto Clima e Sociedade (iCS) e a Embaixada da Alemanha em Brasília no dia 13 de setembro de 2018.

Em sua fala de abertura, o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, lembrou que, ao tratarmos de clima, também vale a máxima da área médica que diz “prevenção é o melhor remédio”. Segundo ele, quanto mais graves forem as mudanças climáticas, maiores serão as implicações e riscos para saúde. “Já a relação entre política climática e saúde é positiva. "Quanto mais ambiciosos formos na condução de nossas políticas climáticas, maiores as chances de reduzirmos os riscos para a saúde. Cada real investido em políticas climáticas gera benefícios diretos para a saúde”, ressalta. 

Ana Toni, diretora executiva do Instituto Clima e Sociedade (iCS), pontuou que o objetivo do Diálogos Futuro Sustentável é construir pontes entre diferentes comunidades. De acordo com Ana, há muitos benefícios na aproximação das agendas de clima e saúde, afinal, são duas faces de uma mesma moeda e a relação é benéfica para os dois lados. “Investimento em ônibus elétrico contribui para a redução da poluição do ar nas cidades, estímulo à mobilidade ativa ajuda a combater a obesidade, produção agroflorestal sem desmatamento proporciona alimentos mais saudáveis. Tudo isso é bom para clima e para saúde. Sonho pelo dia que ativistas climáticos e agentes de saúde possam mostrar essa relação e falar com facilidade sobre o tema”, reforça.

Leia a reportagem completa