Apresentação

Início do conteúdo
Apresentação

Missão

O Observatório de Clima e Saúde tem como missão reunir e compartilhar informações, tecnologias e conhecimentos voltados para o desenvolvimento de redes de pesquisadores e estudos que avaliem os impactos das mudanças ambientais e climáticas na saúde da população brasileira. Também busca fornecer contribuições relacionadas à interação clima-saúde que orientem o serviço e o planejamento de políticas públicas nessa área. O projeto objetiva alinhar suas atribuições com a missão proposta pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), bem como pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Sistema Único de Saúde (SUS).  

Quem somos

Dados ambientais, climáticos, socioeconômicos, epidemiológicos e de saúde pública são fundamentais para alertar e acompanhar situações de emergência na saúde geradas por eventos climáticos, além de permitir acompanhar tendências a longo prazo nas mudanças ambientais e climáticas. Até a criação do Observatório de Clima e Saúde, as informações eram coletadas e divulgadas por diferentes instituições, de maneira dispersa, dificultando uma análise integrada. Nesse sentido, o projeto começou a atuar como mediador, ao tornar disponível, num só local, de forma livre e gratuita, um grande conjunto de dados, estudos, metodologias e resultados. 

Atenta às mudanças climáticas e a seus efeitos na saúde humana, para reunir informações de diversas naturezas e facilitar a análise da relação entre clima e saúde, foi desenvolvido o Observatório de Clima e Saúde, por meio do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) tem sido fundamental nessa trajetória de prestação de serviços aos cidadãos brasileiros. 

Além de permitir o acesso integrado a dados, o Observatório realiza estudos para a identificação dos padrões climáticos e seus efeitos sobre a saúde. Para a realização dessas análises foram definidos temas prioritários agrupados a partir do binômio saúde-ambiente:

O Observatório direciona esforços para três grupos prioritários: pesquisadores, que encontram em um só lugar um conjunto de variáveis antes contidas em diferentes bancos de dados; gestores, no auxílio à tomada de decisões; e sociedade civil, por meio da troca de informações que visam contribuir para a difusão de conhecimento acerca dos fenômenos climáticos e de seus efeitos na saúde.

Somos um espaço cada vez mais interativo, que incentiva a participação dos cidadãos por meio da postagem de informações potencialmente relevantes sobre clima e saúde. Dê sugestões, construa com a gente um Observatório cada vez melhor. Fale conosco!