Vetores

Início do conteúdo
imagem indicadores
Temas e Indicadores

Temas são os objetos prioritários de estudos para a identificação dos padrões climáticos e seus efeitos sobre a saúde agrupados pelo Observatório

Indicadores são medidas que expressam ou quantificam um serviço, um insumo, um resultado, uma característica ou o desempenho de um produto, processo ou organização, gerando informações úteis à tomada de decisões. Os nossos indicadores foram definidos em reuniões com especialistas, gestores e sociedade civil.

Doenças transmitidas por vetores

As doenças transmitidas por vetores constituem importante causa de morbidade1 e mortalidade no Brasil e no mundo, sendo um dos principais problemas de saúde pública. A comprovação de insetos e outros animais no ciclo de transmissão de agentes infecciosos2 ao homem e a animais domésticos ocorreu somente no fim do século XIX e nos primeiros anos do século XX. Entende-se como doença transmitida por vetor aquela que não passa diretamente de uma pessoa para outra, mas requer a participação de artrópodes, principalmente insetos, responsáveis pela veiculação biológica de parasitos e micro-organismos a outros seres vivos. 
Imagem de vários mosquitos
Em nosso país, inúmeras são as doenças transmitidas por vetores, como dengue, malária, doença de Chagas, leishmaniose, febre amarela, vírus Oroupouche, Mayaro, filarioses, febre do Oeste do Nilo, encefalites, entre outras. Algumas dessas enfermidades são amplamente distribuídas no território nacional, como a dengue, enquanto outras são restritas a certas regiões, como o vírus Oroupoche, no Pará.

O ciclo de vida dos vetores, assim como dos reservatórios e hospedeiros que participam da cadeia de transmissão de doenças, está fortemente relacionado à dinâmica ambiental dos ecossistemas onde vivem, sendo limitado por variáveis ambientais como temperatura, precipitação, umidade, padrões de uso e cobertura do solo. As evidências sugerem que a variabilidade climática tem apresentado influência direta sobre a biologia e a ecologia de vetores e, consequentemente, sobre o risco de transmissão das doenças veiculadas por eles.